Pesquisa Salarial 2015 – Data Science

Pesquisa Salarial 2015 - Data Science

Foi publicada hoje pela O’Reilly a Pesquisa Salarial 2015 – Data Science, uma ampla pesquisa sobre o mercado de trabalho na área de Ciência de Dados. O relatório com a pesquisa completa pode ser acessado aqui.

A pesquisa foi realizada com mais de 600 profissionais de Data Science em todo o mundo e mostrou muitos números e fatos interessantes:

  • As mesmas quatro ferramentas (SQL, Excel, R e Python) permanecem no topo, pelo terceiro ano consecutivo, como as ferramentas mais utilizadas em Data Science.
  • A utilização de Spark e Scala tem crescido de forma vertiginosa entre os profissionais e o conhecimento destas ferramentas tem levado a salários maiores.
  • O R tem a adesão de mais profissionais que tendem a usar soluções comerciais proprietárias.
  • Inversamente, o R não tem grande popularidade entre profissionais que usam soluções open source, como Python e Spark.
  • Cerca de 2/3 dos profissionais que responderam a pesquisa, tem formação em Ciência da Computação, Matemática, Estatística e Física.
  • A América Latina é a quem tem a menor média de salário, entre todos que responderam a pesquisa (que foi realizada no mundo inteiro).
  • Cerca de 31% dos respondentes disseram trabalhar mais de 40 horas por semana.
  • O Vale do Silício, na Califórnia, é onde se paga os maiores salários dos Cientistas de Dados.
  • A maioria dos profissionais de dados estão em empresas que são consultorias de TI. A área de Telecomunicações é onde se encontra o menor número de profissionais.
  • Boa parte das horas de trabalho de um Cientista de Dados, são usadas com Estatística, Machine Learning, análise exploratória e preparando visualização de dados.
  • Mais de 15% dos respondentes disseram ganhar entre 80 e 100 mil dólares por ano.

A pesquisa traz muitos outros números, mas achei estes acima os mais interessantes. Todas as profissões ligadas a dados, tal como Cientista de Dados, Analista de Dados, Engenheiro de Dados, desenvolvedores, profissionais de BI e Estatísticos, tiveram crescimento entre a última pesquisa em 2014 e esta. A pesquisa também traz números sobre a utilização das tecnologias.

Tecnologias mais utilizadas entre os profissionais de dados

Soluções de Data Science

Fonte: http://www.oreilly.com

Linguagens

Fonte: http://www.oreilly.com

 

A pesquisa apenas confirma o que se vê no mercado de trabalho. Profissionais de dados, como os Cientistas de Dados, nunca foram tão requisitados como hoje. O mundo precisa destes profissionais para extrair informação útil da massa de dados gerada pela humanidade.

David Matos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *