O Papel da Estatística na Ciência de Dados

O Papel da Estatística na Ciência de Dados

A American Statistical Association (ASA) divulgou semana passada uma declaração sobre o papel da Estatística na Ciência de Dados. O Presidente da ASA, David Morganstein, deu esta declaração no seu comunicado de imprensa:

“Através desta declaração, a ASA e seus membros reconhecem que a ciência dados abrange mais do que estatísticas, mas ao mesmo tempo também reconhece que a ciência estatística desempenha um papel fundamental no rápido crescimento deste campo. É nossa esperança que esta declaração possa reforçar a relação de estatísticas para a ciência de dados e ainda fomentar relacionamentos mútuos de colaboração entre todos os contribuintes na ciência de dados.” (Veja o artigo completo, aqui.)

A declaração evidencia que Estatística é fundamental para a Ciência de Dados, juntamente com gestão de banco de dados e sistemas distribuídos e paralelos. A sua utilização neste campo emergente, capacita pesquisadores para extrair conhecimento e obter melhores resultados de grandes projetos. A declaração também incentiva a colaboração máxima e multifacetada entre estatísticos e cientistas de dados para maximizar o potencial da ciência de dados.

O comunicado conclui com esta frase:

“A American Statistical Association (ASA) está bem posicionada para ajudar a formular discussão em torno do papel das estatísticas na ciência de dados, para navegar o caminho a seguir neste ambiente em rápida evolução e para fornecer fóruns para comunicação e colaboração entre cientistas de dados, incluindo os estatísticos e não-estatísticos. A ASA tem como objetivo facilitar a colaboração entre estatísticos e outros cientistas de dados e, assim, permitir-lhes atingir mais do que poderiam por conta própria.”

Veja a lista de esforços da ASA para facilitar a colaboração entre estatísticos e cientistas de dados:

  • Incorporação de discussões de ciência de dados na Conferência de Boas Práticas de Estatística (CSP em inglês. O próximo evento ocorrerá em Fevereiro de 2016 em San Diego, Califórnia), incluindo uma reunião com líderes empresariais e do setor para discutir questões em estatísticas e dados científicos.
  • Linguagem mais inclusiva nas publicações sobre ciência de dados.
  • Um workshop de bioestatística e estatística para melhor equipá-los em lidar com os muitos desafios e oportunidades do surgimento da ciência de dados.
  • Garantir o financiamento para preparar alunos de graduação que vão trabalhar em ciência dados, com boa formação em estatística.
  • Um workshop para discutir currículos de ciências dados para faculdades comunitárias.
  • Oficinas de professores (estatísticas do segundo grau) para desenvolver a compreensão da ciência de dados.
  • Um novo prêmio chamado “Statistical Analysis and Data Mining: The ASA Data Science Journal”, foi criado e será amplamente divulgado.
  • A Conferência “Mulheres em Estatística” vai se tornar “Mulheres em Estatística e Ciência de Dados”.
  • Notícias com novos programas de graduação em ciência de dados.
  • Reuniões com funcionários-chave no National Institutes of Health, a Fundação Nacional de Ciência e escritório da Casa Branca para políticas de Ciência e Tecnologia, sobre o papel das estatísticas na ciência de dados e sobre os benefícios de um maior envolvimento dos estatísticos.
  • Reuniões com líderes da indústria de Ciência de Dados.

Ainda resta alguma dúvida sobre a importância da Ciência de Dados? Deixe seu comentário. Adoraria ouvir sua opinião.

 

Até a próxima.

David Matos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *