O Cientista de Dados no Mercado Financeiro

O Cientista de Dados no Mercado Financeiro

Imagine visitar uma agência bancária e passar algumas horas na fila para ser atendido pelo caixa ou conversar com um novo gerente do banco, sem qualquer conhecimento sobre o cliente, suas necessidades ou o melhor serviço a oferecer, e com certeza você estará sentindo calafrios. Entretanto, avanços em tecnologia e em disciplinas avançadas como a Ciência de Dados, tem o potencial para colocar um fim às experiências decepcionantes em agências bancárias.

Quando os profissionais do mercado financeiro são questionados sobre o “Banco do Futuro“, eles geralmente se referem a melhorias externas ao banco, que podem gerar impacto no mundo das finanças. Equipamentos avançados como sensores e telas sensíveis ao toque dentro das agências, que são conectados à Internet das Coisas, poderão deixar as agências bancárias mais atrativas, sem dúvida. Entretanto, o “Banco do Futuro“, depende muito mais das mudanças que ocorrerão internamente: o processo de tomada de decisões em instituições financeiras, se tornará completamente direcionado por dados, com a adoção de Data Science no mercado financeiro.

Imagine agora o seguinte cenário: você entra na agência bancária e ao invés daquelas irritantes portas que bloqueiam sua entrada, os sensores detectam o token no seu smartphone (similar aos tokens que muitos bancos estão usando para acesso ao Internet Banking). O sensor passa informações para o sistema, que então acessa a base de dados e em segundos o caixa ou o gerente recebe todos os seus dados na tela. Além das informações normais sobre o seu cadastro, os Cientistas de Dados prepararam relatórios que mostram ao caixa: seu saldo, perfil (moderado, conservador), histórico de relacionamento com o banco, produtos do banco já oferecidos a você, produtos que o banco poderia oferecer, considerando perfis iguais ao seu, etc….parece um sonho? Pois já existem agências piloto fazendo isso aqui no Canadá. Conhecer profundamente o cliente, sempre foi o sonho dos profissionais de finanças e a Ciência de Dados pode fazer este sonho se tornar realidade.

Recentemente o JPMorgan Chase, um dos 5 maiores bancos do planeta, anunciou que estava contratado Cientistas de Dados. Entre os requerimentos, estava o desenvolvimento de modelos de detecção de padrões em comunicação eletrônica. Outro grande banco, o Goldman Sachs, também publicou que estava em busca de Cientistas de Dados que pudessem detectar comportamento fraudulento e o risco de ocorrência. Os atuais sistemas de detecção de fraude do banco têm limitações, principalmente em relação à análise preditiva.

Como cada vez mais organizações estão olhando para o Big Data, a concorrência por Cientistas de Dados no mercado financeiro tem sido cada vez maior. Os bancos possuem petabytes ou zettabytes de dados bancários esperando para serem explorados. As universidades ainda não são capazes de formar profissionais na mesma velocidade de adoção do Big Data e da Ciência de Dados. As instituições financeiras estão investindo em tecnologias de Big Data e Analytics para melhorar o desempenho de seus produtos e serviços, como gestão de portfólio, estratégias de trading, relatórios de regulação e claro, relacionamento com o cliente. À medida que as instituições financeiras começam a colocar os dados no centro do negócio, a contratação de Cientistas de Dados passa ser uma questão crítica. Os Cientistas de Dados serão responsáveis por adotar modelos estatísticos para tonar o uso de ferramentas e tecnologias de Big Data mais efetivos.

 O mercado financeiro vem passando por mudanças e os desafios são cada vez maiores. Ambiente cada vez mais competitivo, novos modelos de canais de comunicação, aumento da regulação do setor, mudanças nos requerimentos dos clientes, tendências de consumo e crises econômicas. Com tantos desafios, a única forma de se manter a frente dos concorrentes, é utilizar metodologias científicas, precisas e efetivas, que vão diferenciar as empresas que estarão na liderança do setor. Para isso, cada vez mais instituições financeiras tem focado em criar equipes de Cientistas e Analistas de Dados, que possam prever os requerimentos e necessidades dos clientes. A Ciência de Dados pode ser a chave que permitirá as instituições financeiras detectarem insights preciosos do imenso volume de dados por seus clientes. E o Cientista de Dados no mercado financeiro, passará a ter um papel decisivo.

De acordo com a Infosys e FICO, os bancos vão depender cada vez mais de Cientistas de Dados para o cumprimento das medidas regulatórias, eficiência operacional e detecção de fraudes. Cientistas de dados são os especialistas que têm o amplo conjunto de habilidades para ajudar os bancos a atingir o conhecimento a partir de dados e, finalmente, ganhar sabedoria do conhecimento. Se você está planejando desenvolver a sua carreira no mundo da Ciência de Dados através da formação profissional esta, com certeza, será uma ótima escolha.

David Matos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *